Software Livre tagged posts

Ubuntu 10.10 no netbook. E o Unity heim?!

Nova versão do Ubuntu, como todo o nerd de plantão corri para instalar e testar as novidades, principalmente me relação a perfomance e ao design.

A grande mudança da versão netbook, além do nome que mudou de remix para netbook edition, é a substituição do gnome pela interface Unity. Segundo Mark Shuttleworth é uma evolução, mas acho que na verdade é só para chutar a canela do pessoal de desenvolvimento do Gnome, que não aceita muito bem a interferência da Canonical. Aliás isso fica bastante claro no primeiro contato com o Unity, ele está muito cru ainda para ser a interface padrão de uma distro tão popular.

O Unity não apresenta nenhuma revolução, a ideia de uma barra composta apenas por ícones já é usada a muito tempo pela empresa da maça mordida, com muito sucesso...

Leia mais..

Editar vídeos no Linux ainda é um desafio.

Sempre acompanho discussões acirradas na Internet sobre a maturidade das ferramentas livres para edição de vídeos, no conceito geral a opinião que predomina é de que ainda é um trabalho árduo e que não pode ser considerado eficiente e produtivo.

Como estava com uma demanda de vídeo resolvi fazer o teste e tirar minhas próprias conclusões. Recebi algumas indicações de ferramentas (obrigado a galera do twitter), e decidi usar o AVIDEMUX para fazer o trabalho (principalmente porque não consigo me acertar com a interface do cinelerra).

A demanda era simples, pegar alguns vídeos, editar (cortar algumas partes), colocar em ordem, definir transição e gerar um vídeo único com o conjunto da obra, exportando em resolução normal (mpeg ou AVI) e outra versão para a Internet (mp4 ou flv)...

Leia mais..

Até onde vai realmente o SL no governo?!

Os discursos são inúmeros, os números são grandes, mas será que isso realmente representa uma abrangência significativa? Será que os projetos são sólidos? Sobrevivem ou se sustentam após uma mudança de governo?

Além disso é interessante observar o número de órgão que assinam protolocos de “intenção”, como o ODF, e depois de 1 ano assinam novamente, sem ter implementado absolutamente nada. Como é feito o acompanhamento disso?

Lembro-me de ter presenciados algumas reuniões do CISL (Comitê Técnico de Implantação de Software Livre) com mais de 80 entidades, todas comprometidas e empenhadas (no momento), e após 5 anos muitas deles não avançaram quase nada em relação aos compromissos assumidos.

Quando vejo eventos como o CONSEGI 2009 me pergunto até onde temos apena...

Leia mais..